Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Início do conteúdo da página
Artigos

Palestra "Glúten: vilão ou mocinho?"

Publicado: Quinta, 05 de Maio de 2016, 10h54 | Última atualização em Quinta, 05 de Maio de 2016, 15h10 | Acessos: 1231

 

Muito se ouve falar nesse tal de glúten. Mas, você sabe o que é, exatamente, e se sua ingestão faz bem ou não a saúde? No Brasil quase 2 milhões de pessoas não podem comer glúten, pois possuem a doença celíaca que é causada pela intolerância ao glúten.

Nesse sentido, o Setor de Qualidade de Vida do IFPA-Campus Belém, em parceria com o Programa de Orientação Alimentar ao Celíaco - PROACEL- UFPA promovem, em alusão ao Dia Internacional do Celíaco, a palestra "Glúten: vilão ou mocinho?" com a Professora Dra. Carolina Vieira (Faculdade de Nutrição da UFPA) no dia 11 de maio de 2016, às 10h, no Auditório Central do IFPA- Campus Belém. O evento é gratuito e aberto ao público em geral. 

Sobre o glúten:

O glúten é um composto de proteínas encontrado na farinha de trigo, na aveia, no centeio, na cevada e no malte. Essas proteínas são chamadas prolamina e glutelina e elas aparecem combinadas com o amido no alimento. O glúten é responsável pela elasticidade das massas e é responsável pela permanência dos gases no interior da massa, fazendo com que o pão aumente de volume e não diminua após esfriar. 

Sobre a doença celíaca

A doença celíaca (DC) é uma doença do intestino delgado, caracterizada pela intolerância permanente ao glúten. A ingestão de alimentos com este tipo de proteína pelos celíacos se torna tóxica e provoca lesão no intestino delgado, impedindo a adequada absorção dos alimentos. Na verdade, o prejudicial e tóxico ao intestino do paciente intolerante ao glúten são "partes do glúten", que recebem nomes diferentes para cada cereal. Vejamos: No Trigo é a Gliadina, na Cevada é a Hordeína, na Aveia é a Avenina e no Centeio é a Secalina. O Malte, muito questionado, é um produto da fermentação da cevada, portanto apresenta também uma fração de glúten. Os produtos que contenham malte, xarope de malte ou extrato de malte não devem ser consumidos pelos Celíacos. O glúten não desaparece quando os alimentos são assados ou cozidos, e por isto a dieta deve ser seguida à risca. O Glúten agride e danifica as vilosidades do intestino delgado e prejudica a absorção dos alimentos.  Seu único tratamento é a dieta isenta de glúten. 

 

Informações: 

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

www.proacel.com

www.facebook.comproacel.ufpa 

Fonte: http://www.fbg.org.br

Fonte: http://g1.globo.com

registrado em:
Fim do conteúdo da página